Pachamama e a internet of things: para além da ideia ocidental de cidadania

Massimo Di Felice, Fernanda Cristina Moreira

Resumo


Este artigo busca contribuir para as reflexões acerca da crise das ideias de sociedade e cidadania derivadas do pensamento dicotômico ocidental, a partir da noção de “direitos da natureza” e da inclusão da Pachamama nos debates constitucionais e legislativos em distintos países, bem como da condiçãotecnológico-comunicativa contemporânea, marcada pela constituição de redes digitais interagentes que conectam além de humanos, biodiversidade, objetos, superfícies, dados, inteligência artificial. Para isso, buscou-se pensaras potencialidades “xamânicas” do processo de digitalização ou da internet of things, como a comunicação não-humana e as relações metamórficas entre info-matérias conectadas, como um exercício cosmopolítico.


Palavras-chave


Pachamama; Internet of things; Redes digitais; Info-matéria

Texto completo:

PDF

Referências


ACCOTO, C.. Il mondo dato. Milano: EGEA, 2017.

ACOSTA, Alberto. O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. Tradução de Tadeu Breda. São Paulo: Elefante, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

ATZORI I.; IERA A.; MORABITO, G.. Internet of things: a survey. Computer Networks: The International Journal of Computer and Telecommunications Networking, Volume 54, Issue 15, 28 October 2010, Pages 2787-2805.

BOLIVIA. Constituición del Estado Plurinacional de Bolivia. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

BOUTER R.. Internet of things for business and beyond. Sogeti Labs, presentation, sep.2013. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

CRUTZEN, P. Podremos sobrevivir al ‘Antropoceno’? Traduzido por Kena Nequiz. Eco Debate: Cidadania e Meio Ambiente. Disponível em: . Acesso em 20 nov, 2018.

DE KERCKHOVE, D.. A pele da cultura. São Paulo: Annablume, 2012.

DI FELICE, M.. Net-ativismo; da açao social ao ato conectivo. São Paulo: Paulus, 2017.

DI FELICE, M.. Paisagens pós-urbanas; o fim da experiência urbana e as formas comunicativas do habitar. São Paulo: Annablume, 2012.

ECUADOR. Constituición de la Republica del Ecuador.2008. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

FLORES, Maria Eugenia; ECHAZÚ, Ana Gretel. A coca e os direitos da Mãe Terra. ACENO - Revista de Antropologia do Centro-Oeste, dossiê Cosmologias, territorialidades e políticas de quilombolas e de povos tradicionais. Vol. 3, N. 6, p. 280-297. Ago. a Dez. de 2016.

LATOUR, B. Políticas da natureza. Como fazer ciência na democracia.Bauru: EDUSC, 2004.

_________. Reassembling the social: An Introduction to Actor-Network Theory.New York: Oxford University Press, 2005.

MOREIRA, Fernanda Cristina. Redes xamânicas e redes digitais : por uma concepção ecológica de comunicação [doi:10.11606/D.27.2014.tde-27022015-145359]. São Paulo : Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2014. Dissertação de Mestrado em Teoria e Pesquisa em Comunicação. [acesso 2018-11-22].

OLIVEIRA, David Mesquiati. Pachamama, Paqarina e Pachakamaq: uma perspectiva religiosa quéchua sobre natureza e religião. Estudos de religião, Vol. 31, Nº. 1, 2017 (Ejemplar dedicado a: Estudos de Religião), jan./abr.; I-III, págs. 61-76, 2017.

ROYIN, Eleanor Ainge. New Zealand river granted same legal rights as human being.The Gardian Journal, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

SCHAVELZON, Salvador. Plurinacionalidad y Vivir Bien/Buen Vivir: Dos Conceptos Leídos desde Bolivia y Ecuador Post-constituyentes. Quito: CLACSO, 2015.

SERRES, M.. O contrato natural. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991.

TOLENTINO, Zelma Tomaz; OLIVEIRA, Liziane Paixão Silva. Pachamama E O Direito À Vida: Uma Reflexão Na Perspectiva Do Novo Constitucionalismo. Veredas do Direito, Belo Horizonte, v.12 n.23, p.313-335, jan./jun. 2015.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. O que estamos vendo no planeta hoje é um combate de povos e não de classes. Ou as classes estão voltando a se redefinir como povos: entrevista para Rita Natálio. Transcrição e edição de Marta Lança.Buala, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina