“A maior das dores”: O luto de mães no espaço público

Aline Ferreira de Faria, Kátia Lerner

Resumo


O sofrimento apresenta grande visibilidade na esfera pública contemporânea, especialmente pela emergência de novos espaços de comunicabilidade, como a Internet, e pelo surgimento de uma nova economia moral das emoções. Ele é apreendido na presente pesquisa como uma categoria social, seguindo uma abordagem socioantropológica, que se debruça sobre os sentidos sociais das emoções. O objeto de estudo são mães que perderam filhos e expõem sua dor no espaço público, através da criação de blogs, páginas no Facebook, de livros e da articulação de movimentos, em torno da reivindicação por justiça. Foram realizadas entrevistas, com base em roteiros semiestruturados, com seis mães e um pai, sendo elas conduzidas a partir de um olhar etnográfico. O objetivo geral deste artigo é a compreensão dos modos de comunicação do sofrimento das mães que perderam filhos. Mais especificamente, buscou-se analisar como se constrói o sofrimento no espaço público e quais são as estratégias acionadas pelas mães para lidar com o luto. Os resultados apontaram para a formação de redes de apoio e para a luta política como formas de gestão do sofrimento, de modo a construir as figuras da vítima no espaço público, com base na legitimidade do sofrer.


Palavras-chave


sofrimento; perda; vítima; rede de apoio; luta política

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, F. Do luto à luta: a experiência das mães de Acari. 2007. 154-160 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em Acesso em 25 jan 2017.

BOLTANSKI, L. The question of the spectator. In: ______. Distant Suffering: morality, media and politics. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

BURY, M. Sociology of Health and Illness. v. 4, n. 2, 1982, p. 167-182.

CATELA, L. da S. Las memorias del horror: estilos e narrativas para comunicar el sufrimiento y el dolor por los desaparecidos em Argentina. 1997, Online. Disponível em: < https://bit.ly/2LSJcei>. Acesso em: 2 ago. 2018.

DAS, V. Language and Body: Transactions in the construction of pain. In: ______. Life and words: violence and the descent into the ordinary. Berkeley: University of California Press, 2007, p. 38-58.

FASSIN, D.; RECHTMAN, R. L’empire du Traumatisme: enquête sur la condition de victime. Paris: Éditions Flammarion, 2007.

KOURY, M. G. P. Pela consolidação da sociologia e da antropologia das emoções no Brasil. Revista Sociedade e Estado, v. 29, n. 3, p. 841-866, 2014. Disponível em Acesso em: 2 ago. 2018.

LACERDA, P. O sofrer, o narrar, o agir: dimensões da mobilização social de familiares de vítimas. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 20, n. 42, jul./dez. p. 49-75, 2014. Disponível em Acesso em: 2 ago. 2018.

LEITE, M. P. As mães em movimento. In: BIRMAN, P.; ______ (Orgs.). Um Mural para a Dor: movimentos cívico-religiosos por justiça e paz. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2004, p. 141-190.

MAUSS, M. L’expression obrigatoire des sentiments. Chicoutimi, Québec, 2002. Édition électronique. Disponível em: Acesso em: 2 ago. 2018.

MEMÓRIA GLOBO. Caso João Hélio. Globo, 2013. Disponível em

. Acesso em: 25 jan. 2017.

POLLAK, M. Memoria, Olvido, Silencio: la producción social de identidades frente a situaciones limite. Buenos Aires: Ediciones Al Margen, 2006.

SÁ-CARVALHO, C.; LISSOVSKY, M. Fotografia e representação do sofrimento. Revista Galáxia, n. 15, jun. ,p. 77-90, 2008. Disponível em < http://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/viewFile/1496/968> Acesso em: 25 jan. 2017.

SARTI, C. A vítima como figura contemporânea. Caderno CRH. Salvador, v. 24, n. 61, p. 51-61, 2011. Disponível em: Acesso em: 18 jan. 2017

VAZ, P. A compaixão, moderna e atual. In: FILHO, J. F. ; COELHO, M. G. P. Jornalismo, Cultura e Sociedade: visões do Brasil contemporâneo. Porto Alegre: Sulinas, 2014, p. 73-97.

VIANNA, A; FARIAS, J. A guerra das mães: dor e política em situações de violência institucional. Cadernos Pagu, n. 37, p.79-116, 2011. Disponível em: . Acesso em: 2 ago. 2018.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina