“Gorda, sim! Maravilhosa, também!”: Corpo, desejo e autenticidade em testemunhos de vítimas de gordofobia no YouTube

Paulo Vaz, Nicole Sanchotene, Amanda Santos

Resumo


Este trabalho propõe analisar quais as condições e implicações da consolidação da gordofobia como uma pauta social contemporânea. Como suporte empírico, foram escolhidos três canais no YouTube de mulheres que narram suas experiências como vítimas de gordofobia. A partir dos vídeos, o artigo propõe pensar o corpo gordo como uma forma de identidade num contexto social que reverencia tanto a magreza quanto a autenticidade. Será discutido como as noções de empoderamento e autoestima presentes nestes discursos reforçam aspectos da moralidade contemporânea. Ainda, refletir sobre como estes testemunhos no espaço público participam da produção da subjetividade da vítima de preconceito, constituindo-se a partir da experiência de ressentimento. Por fim, sugerir que estas narrativas autobiográficas, embora questionem os padrões estéticos que orientam o desejo ao corpo magro, funcionam como um meio de os indivíduos se constituírem enquanto desejáveis porque autênticos, adequando-se a outra regra moral vigente.


Palavras-chave


autoestima; corpo; sofrimento; desejo; autenticidade

Texto completo:

PDF

Referências


ANSART, P. História e memória dos ressentimentos. In: BRESCIANI, S.; NAXARA, M. (Orgs.). Memória e (res)sentimento – indagações sobre uma questão sensível. Campinas: UNICAMP, 2004.

BROWN, W. States of injury. Princeton: Princeton University Press, 1995.

DAVIS, J. Accounts of innocence: sexual abuse, trauma, and the self. Chicago: Chicago University Press, 2005.

FASSIN, D.; RECHTMAN, R. The empire of trauma. Princeton: Princeton University Press, 2009.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 1 – A vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

FREIRE FILHO, J. O poder em si mesmo: jornalismo de autoajuda e a construção da autoestima. Revista Famecos, v. 18, n. 3, p. 117-745, 2011. Disponível em: < http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/10379>. Acesso em: 4 ago. 2018.

FUREDI, F. Therapy culture: cultivating vulnerability in an uncertain age. New York: Routledge, 2004.

GOLDENBERG, M. (Org.). O corpo como capital: gênero, sexualidade e moda na cultura brasileira. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2010.

HACKING, I. Rewriting the soul: multiple personality and the sciences of memory. Princeton: Princeton University Press, 1995.

______. The social construction of what? Cambridge: Harvard University Press, 1999.

HEWITT, J. The myth of self-esteem: finding happiness and solving problems in America. New York: St Martin’s Press, 1998.

ILLOUZ, E. O amor nos tempos do capitalismo. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

SANCHOTENE, N. A verdade do corpo autêntico: da boa forma ao empoderamento em narrativas autobiográficas no YouTube. Dissertação (Mestrado) – PPGCOM, UFRJ, Rio de Janeiro, 2018.

SARTI, C. A vítima como figura contemporânea. Caderno CRH, v. 24, n. 61, p. 51-61, 2011. Disponível em: < https://bit.ly/2KrYQZa>. Acesso em: 4 ago. 2018.

SIBILIA, P. Em busca da felicidade lipoaspirada: agruras da imperfeição carnal sob a moral da boa forma. In: FREIRE FILHO, J. Ser feliz hoje: reflexões sobre o imperativo da felicidade. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

SUE, D. et al. Racial microaggressions in everyday life: implications for clinical practice. American Psychological Association, v. 62, n. 4, 2007.

Disponível em: < https://bit.ly/2kaNmxx>. Acesso em: 4 ago. 2018.

TAYLOR, C. A ética da autenticidade. São Paulo: É Realizações, 2010.

______. A secular age. Cambridge: Harvard University Press, 2007.

VAZ, P. Na distância do preconceituoso: narrativas de bullying por celebridades e a subjetividade contemporânea. Galáxia, n. 28, p. 32-44, 2014. Disponível em: < https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/download/19044/15732>. Acesso em: 4 ago. 2018.

______. Vítima Virtual e Mídia. Vigilância, Segurança e Controle Social na América Latina, Curitiba, 2009.

VIGARELLO, G. As metamorfoses do gordo – história da obesidade no Ocidente. Da Idade Média ao século XX. Petrópolis: Vozes, 2012.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina